4 Comment

  1. Considero muito importante esse post do Grupo Pela Vidda. Cito apenas o final aqui. O texto pode ser visto na íntegra aqui: http://www.aids.org.br/noticia/tratamento/pessoas_em_tratamento_transmitem_o_hiv.html

     

    Críticas e contrapontos

    A declaração suíça passou a ser bastante criticada. Entre suas supostas limitações estaria o fato de que ela se aplica somente para o intercurso vaginal; não aborda o sexo entre homens, que constitui um modo significativo de transmissão em muitas regiões do mundo, ou o sexo anal entre homens e mulheres.

    Após a publicação dos suíços, um artigo de autoria de médicos alemães publicado na revista Antiviral Therapy, afirmou que um homem transmitiu o HIV ao seu parceiro regular apesar de estar sob terapêutica antirretroviral e de ter carga viral indetectável no sangue. Os autores acreditam que este é o primeiro caso documentado de transmissão sexual a partir de uma pessoa com carga viral indetectável.

    Já investigadores franceses publicaram na revista AIDS um artigo que afirma que 5% de 145 homens sob terapêutica antirretroviral com carga viral indetectável no sangue, tinham HIV detectável no esperma. Nenhum destes homens tinha uma doença sexualmente transmissível (DST).

    O HIV é transmitido principalmente pelo sexo anal e vaginal desprotegido. Sabe-se que o vírus está presente no sangue e nos fluídos genitais. A infecção pelo HIV depende da exposição de células suscetíveis a uma quantidade infecciosa de HIV. Os níveis de carga viral no sangue e sêmen estão relacionados, mas não são iguais. Não é possível determinar quão infeccioso é um indivíduo HIV-positivo a partir de sua carga viral no sangue a menos que seja determinada a extensão da associação entre a carga viral no sangue e no sêmen. Entender a relação entre a carga viral no sangue e no sêmen é essencial para estimar o risco potencial da terapia antirretroviral na redução do risco da transmissão do HIV. Numa comparação entre 19 estudos, publicada noSexually Transmitted Diseases, percebeu-se grande variedade de resultados sobre a relação entre o nível de carga viral do HIV no sangue e no sêmen. Foram identificados quatro fatores que podiam influenciar potencialmente a relação entre as cargas virais no sangue e no sêmen: doenças sexualmente transmissíveis, adesão à terapia anti-HIV, resistência aos medicamentos e o estágio da infecção pelo HIV.

    Opinião de Cadernos Pela Vidda

    Enquanto permanece a polêmica, sem evidências científicas definitivas, as mensagens sobre prevenção devem continuar ressaltando a importância do uso do preservativo e outras estratégias de redução de riscos, mesmo se a pessoa estiver tomando medicamentos antirretrovirais, com carga viral indetectável.

    Principal artigo consultado: Vernazza P et al. Les personnes séropositives ne souffrant d’aucune autre MST et suivant un traitment antirétroviral efficace ne transmettent pas le VIH par voie sexuelle. Bulletin des médecins suisses 89 (5), 2008.

    Fontes: NAM e Grupo de Incentivo à Vida

    ————————————————————————————————

    DICA MINHA (de Sergio Viula): NENHUMA VARIÁVEL É TOTALMENTE CONTROLÁVEL. E EXISTEM DIVERSAS QUE PODEM NEM TER SIDO COGITADAS, SEJA QUAL FOR O EXPERIMENTO.

    Ame seu parceiro sorodiscordante, mas não coloque em risco a sua ou a vida dele. Quem ama cuida. Quem cuida, usa camisinha. 😉

  2. willa gabriel says: Responder

    Oi, acabei de chegar ao site, adorei a ideia de ter um site na web para ajudar aos lgbts.

  3. X says: Responder

    Olá Dr, tem sido de grande ajuda seus videos e textos, obrigado pela dedicação e empenho. 

    Gostaria de saber quais são as chances do antirretroviral "3 em 1", pode de fato causar pacreatite aguda, se sim, é possivel prevenir? Mais uma vez agradeço, grande abraço!

     

  4. thiago says: Responder

    Boa tarde. Gostaria de parabenizar pelo lindo trabalho que faz, dando informações para muitos que não tem acesso. Aproveitando, gostaria de saber se uma pessoa q faz o uso de medicamentos para hiv, é tenha carga viral indetectavel, às ao essa pessoa faça o uso de bebida alcoolica, cortará ol efeito do medicamento, podendo correr riscos. Tenho um amigo q tem hiv e gostaria de saber. 

Deixe uma resposta